Visite o site Que mais cresce Neonsat Oficial.

Visite o site Que mais cresce Nuclear Shop.

Qualidade e preço baixo é aqui no ReceptorHDTV.COM.

Qualidade de som e imagem é Freesky Maxx 2 .

Shopazamerica orgulho se vender barato e entregar rapido.

Qualidade de som e imagem é Freesky Maxx 2 .

http://www.freesky.tv/

Conheça o site oficial da Marca Freesky com seus lançamentos.

sexta-feira, 9 de março de 2012

Se você usa o you tube em seu blog muito cuidado.



Ecad não pode cobrar de blogs que usam vídeo do Youtube, diz Google.

Gigante das buscas diz que vê ação do órgão com 'surpresa e apreensão'.

Ecad diz que tem embasamento legal para cobrar taxas de blogs.

O Google divulgou, nesta sexta-feira (9), uma nota dizendo que o acordo assinado entre a empresa e o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) “não permite nem endossa o ECAD a cobrar de terceiros por vídeos inseridos do YouTube”.

 Na quarta-feira, o orgão afirmou que tem embasamento legal para cobrar taxas de blogs que utilizam vídeos hospedados no site do Google.

“Vemos com surpresa e apreensão o recente movimento do Ecad na cobrança direta a usuários da ferramenta de inserção ("embed") do Youtube”, disse Marcel Leonardi, diretor de políticas públicas e relações Governamentais do Google Brasil, em um post no blog da empresa (leia o post no blog do YouTube Brasil).

 A ferramenta “embed” permite que os vídeos sejam colocados nas páginas de blogs e outros sites –assim, eles não precisam ser vistos na página do próprio YouTube.

Leonardi lembrou que o Google e o Ecad têm um acordo assinado. Segundo ele, durante as negociações, “tomamos um enorme cuidado para assegurar que nossos usuários poderiam inserir vídeos em seus sites sem interferência ou intimidação por parte do Ecad”.

 O representante do Google diz que reconhece o papel do órgão no Brasil, mas o contrato não permite a coleta de pagamento dos usuários.

De acordo com o Google, o Ecad não pode fazer a cobrança dos blogs porque, na prática, esses sites não hospedam ou retransmitem qualquer conteúdo ao associam um vídeo do YouTube á sua página (por meio da ferramenta de “embed”). 

“Como esses sites não estão executando nenhuma música, o ECAD não pode, dentro da lei, coletar qualquer pagamento sobre eles”, afirmou Leonardi.

O executivo do Google também se diz preocupado com o conceito do Ecad sobre o que seria uma “execução pública na Internet”. 
“Tratar qualquer disponibilidade ou referência a conteúdos online como uma execução pública é uma interpretação equivocada da Lei Brasileira de Direitos Autorais”, disse.

Leonardi finaliza o post dizendo que o Google espera “que o Ecad pare com essa conduta e retire suas reclamações contra os usuários que inserem vídeos do YouTube em seus sites ou blogs”.

Os usuários que colocam seus vídeos no Youtube podem escolher se querem que o vídeo seja incorporado a outro site por meio do “embed”.

fonte: globo.com.

Você está no blog que mais cresce.

Siga nosso blog nas redes sociais.

Só clicar nos banners ao lado direito do blog em baixo do xat.





Versão de Mortal Kombat para o PS Vita também é proibida na Austrália.

Assim como aconteceu no ano passado, a versão completa do novo Mortal Kombat para o PlayStation Vita teve sua classificação etária recusada na Austrália, apesar da grande expectativa da Warner Bros. O jogo não será lançado oficialmente no país, e sua venda será proibida.

Em uma declaração oficial, a empresa explicou por que esperava que a versão para o PS Vita fosse aprovada pelo órgão de classificação australiano: 

"A Warner Bros. Interactive Entertainment solicitou a liberação de Mortal Kombat para o Vita para a Junta de Classificação da Austrália por acreditar que a tela menor do PlayStation Vita reduzisse fortemente o impacto da violência do jogo."

Esta visão não foi compartilhada pela Junta, e assim sua classificação foi recusada no país. 

Mortal Kombat: Game of the Year Edition é a edição para o portátil do reboot da franquia, lançado em 2011 para PlayStation 3 e  Xbox 360, com quatro lutadores adicionais (Skarlett, Kenshi, Rain e Freddy Krueger), 15 skins com uniformes clássicos para os ninjas e outros extras.

A classificação etária mais alta para videogames na Austrália é a MA15+, para maiores de 15 anos. 

Jogos com conteúdo considerado adulto demais para esta classificação são recusados, o que significa que não podem ser vendidos no país. 

Uma reforma na classificação de games, filmes e outras mídias na Austrália é tema de debates há vários anos, e já existe um projeto de lei transitando no país prevendo mudanças, mas devem demorar para ser aprovadas.

Por outro lado, os cartões (ou “cartuchos”, como ainda chamamos no Brasil) de jogo do PS Vita não possuem bloqueio de região, o que siginifica que os jogadores australianos poderiam comprar Mortal Kombat em outros países.

 Resta saber quais serão as ramificações legais de ter um jogo banido no seu país.

Você está no blog  que mais cresce.

Snoop Eletrônicos.

Siga nosso blog nas redes sociais.

É simples só você clicar nos banner que estão no blog.


Fox oferece ao Bandsports US$ 80 milhões e Libertadores 2012.




Fox oferece ao Bandsports US$ 80 milhões e Libertadores 2012.

Para tentar driblar o boicote das maiores operadoras do país, que se recusam a distribuir o canal Fox Sports, o Grupo Fox e o Grupo Band estão perto de concluir as negociações para a venda do canal Bandsports ao grupo de mídia do australiano Rupert Murdoch.

Segundo o "F5" apurou, a NewsCorp. teria oferecido US$ 80 milhões pelo canal pago da Band. Além disso, feito o acordo, o Bandsports poderia começar a exibir todos os jogos da Libertadores quase que imediatamente. 
A Fox não comenta o assunto. A Band confirma "conversas sobre parcerias" com a Fox, mas nega a venda.

 A negociação entre os grupos de mídia foi antecipada pelo "F5" em janeiro. 

A Sky também se recusa a comentar as negociações sobre o FS. A Globosat, por sua vez, nega qualquer interferência ou lobby a respeito do novo canal.

 Segundo "F5" apurou, o chamado "boicote" das operadoras começou porque o Fox Sports sugeriu entrar nos pacotes básicos, mas para isso queria receber R$ 1,50 de cada assinatura.

Net e Sky acharam o valor exagerado e sugeriram distribuir o canal somente a quem pagasse um extra (especulava-se em R$ 4,50). O FS, no entanto. foi contra 
esse valor. Sobrou o impasse.  

O avanço nas negociações ocorreu porque o Grupo Fox está descontente com as operadoras e com a alternativa escolhida para não desperdiçar os jogos da Libertadores até aqui: exibir as partidas da competição em canais alternativos do Grupo Fox, como o FX.

Para os executivos do grupo, é prejudicial mexer na programação "estabilizada" do FX, Fox Life ou de outros canais do grupo para exibir futebol.

A compra da Bandsports permitiria que esse canal virasse um "segundo" esportivo do próprio Fox Sports, assim como a Globosat tem os canais SporTV 1, 2 e 3. 

Pelo contrato, o Fox Sports não pode mudar a razão social (nome) do Bandsports, sob pena de perder várias competições previstas até 2014.

No entanto, nada impede que, com a aquisição, o Fox Sports passe a ter uma faixa horária dentro da grade do Bandsports. 

Nessa faixa estariam não só os jogos da Libertadores, mas todas as competições exclusivas que o Grupo Fox bem entendesse. Isso driblaria as operadoras, que já têm contrato com o Bandsports e não podem puni-lo ou tirá-lo do ar caso seja adquirido por terceiros.

Para entender o caso
Sky e Net têm se recusado a distribuir o novo Fox Sports para seus quase 9 milhões de assinantes. 

O canal esportivo estreou dia 5 de fevereiro, mas nem 10% dos assinantes brasileiros tem acesso a ele até agora. 

Como chegou ao Brasil, o Fox Sports passou a exercer seus direitos exclusivos sobre a exibição Libertadores. e com isso alijou e deu prejuízo aos canais SporTV, da Globosat, que até então exibiam a competição.

Enquanto não estava no Brasil, o grupo repassava os direitos da Libertadores e Copa Sul-Americana para Globo e Globosat. Agora, só a Globo (aberta)_ tem direito a exibir dois jogos por semana (ou um jogo em cada praça principal).

Possivelmente em represália pelo prejuízo, a Globosat e suas históricas parceirinhas Net e Sky passaram a atrapalhar a entrada do novo canal, ou pelo menos não facilitá-la. Até aqui, conseguiram.

 Para desgosto dos assinantes que pagam altas mensalidades, e, principalmente, dos que gostam de futebol.

CRÉDITOS :mestre do az

 Siga nosso blog nas redes sociais.

É fácil só vc clicar nos banners que estam em baixo do xat no lado direito do blog.

Você está no blog que mais cresce.

Snoop Eletrônicos


Divulgados primeiros detalhes de Medal of Honor: Warfighter



Divulgados primeiros detalhes de Medal of Honor: Warfighter

Depois do anúncio de Medal of Honor: 

Warfighter, o produtor Greg Goodrich da Danger Close comentou um pouco sobre o título em uma entrevista para a revista oficial do Xbox 360, nos Estados Unidos. 

Entre as novidades confirmadas estão dois modos multiplayer, um cooperativo e outro onde uma bala é fatal.

O jogo retornará para a história dos Tier 1 Operators da série Medal of Honor e será baseado em relatos de soldados reais. 

Também foi confirmada a presença de antigos personagens, como Preacher, Voodoo e Mother. Um dos cenários será Isabela City, nas Filipinas, após uma inundação.

Embora os dois modos multiplayer tenham sido citados, o produtor não deu mais informações sobre a jogabilidade.

Medal of Honor: Warfighter será lançado em outubro de 2012, mas as plataformas em que estará disponível ainda não foram anunciadas. 

As mais prováveis são Xbox 360, PlayStation 3 e PC, como no último título da série.

Siga o blog que mais cresce nas redes sociais.

Só clicar no banner que fica no lado direito do blog em baixo do xat.


Seguidores